Pesquisar este blog

sábado, 15 de fevereiro de 2020

Tributação de dividendos



Pois é, amigos, a moleza vai acabar. Já está acabando pois na prática a B3 saiu na frente e já instituiu essa tributação. Sejamos realistas. Se este governo não fizer, o próximo fará. Todos países tributam dividendos, porque logo no Brasil onde tributa-se de tudo há de se escapar ?

Neste post vou tentar avaliar qual seria o impacto na minha carteira.

Fim da isenção para vendas abaixo de 20 mil reais

Isso aqui é um grande benefício da nossa bolsa. Comentei isso algumas vezes com um amigo gringo que também investe em ações. "Como assim não paga nada, mesmo se lucrar ?" - o cara ficou louco.

Este ponto não me acerta em cheio porque estou aos poucos migrando pra ETF, que já era tributado. Vou conservar algumas ações que paguem dividendos e aí sim, da parte seguinte eu não escapo...

Tributação de dividendos de FIIs e ações

Pelo que se explica no vídeo acima, teremos 2 opções: 

1 - tributar na fonte a 15% ou 
2 - deixar que se some às suas outras rendas, formando a base de cálculo para a declaração anual. 

O projeto também prevê uma simplificação nas alíquotas de IR, onde quem ganha menos de 5 mil por mês ficaria isento.

Por pouco eu não poderia optar pela segunda opção. Meus dividendos mais aluguel do imóvel às vezes ficam abaixo, mas com maior frequência passam um pouco dos 5 mil. No atual modelo eu pago 7,5% sobre o aluguel e 0% sobre os dividendos. 

Se entendi bem, se esse projeto passar, minha base de cálculo anual seria somente o aluguel, pois optaria por tributar os dividendos na fonte. Daí eu ficaria isento do aluguel e passaria a pagar 15% sobre os dividendos.

Conclusão

No fim das contas ganho pelo lado do aluguel mas perco do lado dos dividendos, ficando mais ou menos elas por elas.

Se eu continuar firme no buy and hold o impacto é menor. Se não vender, não pago imposto. Se receber dividendo pago 15%, porém fico isento de pagar sobre o aluguel.

Só na hora de rebalancear a carteira é que não escapo. Enfim, existiria sim algum impacto pra mim, porém não seria muito grande.

Volatilidade à vista

Se passar mesmo acho que teremos dias malucos na bolsa. De um lado sardinhas atordoadas vendendo tudo pra voltar pra renda fixa e do outro muita gente (incluindo eu) fazendo a estratégia explicada no vídeo abaixo: vender tudo abaixo de 20 mil e recomprar no dia seguinte, pra aumentar o preço médio e reduzir o imposto numa venda futura.


E você leitor, o que acha ? Teremos uma oportunidade de compra ? Ou é melhor ir pra outros investimentos ? Algumas empresas passariam a pagar menos dividendos? Deixe seu comentário e também seu voto na consulta pública que está rolando sobre o assunto.

10 comentários:

  1. Caro Vagabundo,
    De fato, até aonde vai meu conhecimento, não tem país membro da OCDE que não tribute dividendos. Mas é preciso atentar para um detalhe: no nosso caso, trata-se-ia de dupla tributação, posto que as empresas brasileiras já pagam Imposto de Renda, sobre o resultado positivo do exercício.
    Creio que, da maneira como está, não passa (vai atingir o bolso dos próprios congressistas).
    Supondo que passe, eu também optaria pelo item 1 acima (na fonte, pela alíquota de 15%). Sou funça, tomo todo mês uma facada violenta na fonte. Se somar os dividendos dos FIIs com o restante, acho que é o caso de me matar...
    Por fim, acho que, como sempre, tem uma galera que vai se desesperara e vender. Acho que vale aquela máxima: compre ao som dos canhões, e venda ao som dos violinos. A tributação sobre os dividendos, se passar, é, ao meu ver, é bala de canhão, e das mais violentas..
    Fortes amplexos!
    Procurador Pão Duro (procuradorpaoduro.blogspot.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me parece que baixariam o imposto sobre lucro das empresas, daí nao seria dupla tributação. De todo jeito, concordo contigo que vai rolar panico e eu vou tentar aumentar posição. Se der tempo, tambem vou vender e recomprar no dia seguinte pra diminuir o imposto lá na frente. Obrigado pela visita !

      Excluir
  2. Acho que faz parte da proposta diminuir o imposto na PJ das empresas, de 34 para 15%, o que compensaria a tributação dos dividendos. Paulo Guedes diz que não quer aumentar a carga de impostos, isso teria um impacto muito ruim no mercado, uma carga extra. Se diminuir muito lá em cima vai dar fôlego para as empresas e quem sabe beneficiar o investidor mesmo com a tributação nos dividendos. As empresas podem pagar menos dividendos e fazer mais recompras de ações a exemplo dos EUA. Se o investidor quiser um dinheiro na conta da corretora basta vender um pouco das ações e fica tudo ok. Eu não me preocupo com isso, é uma coisa sobre a qual não temos nada a fazer.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Frugal, obrigado pelo comentário. Acho que se sobrar grana no caixa dos grandes empresários brasileiros eles vao mandar pra Suíça. Só vão se preocupar em investir no negócio ou nos empregados se tiver uma concorrência que faça isso. Ou seja, tem que baixar imposto de importação, que aí o bicho pega, vão ter que correr atrás. Sou meio cético, mas torço para que façam a coisa certa, na hora certa. Abs

      Excluir
  3. vc faz esse hack de de vender ações e recomprar no dia seguinte?

    ResponderExcluir
  4. Vagabundo,
    Se tributar os dividendos o ETF não se torna mais competitivo, pelo contrário, vai ter uma DUPLA tributação. Lembre-se que no Brasil os ETF não são distribuídos e ficam retidos no fundo. Portanto, teremos:
    1) 1ª tributação quando os dividendos subirem das empresas para o ETF
    2) 2ª tributação quando voce, cotista, vender a cota do ETF com lucro.

    Acho que vai ficar ruim de todo jeito! A unica solucao seria os ETF distribuírem dividendos, já que lá fora é assim. Mas não ouço nem falar disso...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei que na Europa existem ETFs que nao distribuem os dividendos, estes sao reinvestidos sem pagar imposto. Esses ETFs são indicados pra quem quer mais eficiencia fiscal. Eu invisto nesses. Nos EUA não sei se taxam os dividendos recebidos internamente como vc fala. Vamos torcer pra que copiem o modelo europeu !

      Excluir
  5. Entendi! É, só nos resta esperar a legislação e ver como será. A princípio, no entanto, a lógica é ocorrer a tributação nos dois momentos mesmo - e sim não significa bitributação, pois os fatos geradores são distintos.

    O ideal mesmo é que os ETF distribuíssem dividendos e ponto. Se é pra copiar o modelo lá de fora, que copie tudo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Podia ter as 2 modalidades - os que distribuem e os que reinvestem. Cada um escolhe o que melhor lhe convém. Quem sabe um dia.

      Excluir