Pesquisar este blog

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2020

Balanço - Janeiro/2020

Mês que passou voando. 

Tivemos a pilantragem da B3 com suas novas taxas. Estranhamente, quase ninguém comentou. Mas é Brasil sendo Brasil né ? Parece o Neymar que quando tá ganhando o jogo começa com firula, passa o pé em cima da bola... Quando ninguém estava na bolsa, eles não vinham com essas idéias. Eu que já estou cauteloso por causa da euforia dos últimos tempos vou é priorizar o aumento da minha posição no exterior com os dividendos recebidos.

O UOL publicou um artigo sobre o movimento FIRE ! Com participação do colega Sr. IF365, é um dos pouquíssimos artigos sobre o assunto na mídia mainstream brasileira, se não for o único. Igualzinho quando sai algo assim na mídia mainstream no exterior, o artigo é carregado de estereótipos. Seria mesmo modinha de millennials ou coisa de muquiranas que passam a vida a pão e água pra juntar dinheiro o mais rápido possível, dar um pé na bunda do chefe e continuar vivendo a pão e água pro resto da vida ? Tá certo ?


Mas não é só na mídia mainstream que existem mal-entendidos. Esses dias um dos blogs mais tradicionais da finansfera publicou um desabafo. Arrependido após largar tudo para viver sua semi-FIRE e ter saído do Brasil inclusive, o blogueiro se chamou de idiota por ter acreditado que seria feliz assim e chamou de idiotas todos que almejam a aposentadoria antecipada. É claro que não concordo com nada que ele publicou. Mas o post é muito engraçado e alguns comentários então... lendo no ônibus não conseguia segurar as risadas, o povo deve ter achado que eu era louco. Brincadeiras à parte, o autor está passando por um momento difícil. Ele comentou uma vez que tomava uns remédios. Talvez errou a dose esse dia. Tomara que ele encontre seu caminho, seja FIRE ou não.

Terminei de ler "Em busca de sentido", livro escrito por um psicólogo judeu que foi prisioneiro em campos de concentração. Ele analisa os truques psicológicos que usou pra sobreviver num ambiente que era o fim da dignidade humana. Valeu a pena tanto sofrimento ? Fazia sentido aquilo ? Recomendo.


Bom, vamos aos números do mês:

Tesouro direto (Pré-fixado, IPCA, Selic): 0,58%
Ótimo. E esse mês teve uns cuponzinhos pra turbinar a renda passiva.

Renda Fixa (CDB, LCx): 0,54%
Ótimo

Fundos: 1,11%
Excelente

FGTS: 0,25% 
Sem comentários... 

Ações: -3,68% 
SAPR3 voou mas HGTX3 enterrou a carteira... vi que deu uma caidinha, comprei a 32 sem saber o que estava rolando e fechou o mês na casa dos 27 :-( Indexar é preciso.

FIIs: -6%; DY do mês ficou em 0,69%
Tava na cara que ia rolar uma correção, pois tava subindo muito e ainda tá bem esticado no geral. Fiz a subscrição do JSRE11. Foi o primeiro FII que comprei, há 3 anos, e nunca me deu dor de cabeça.

EUR: 4% 
Bela alta do euro 

USD: 5,87% 
Bela alta do dólar

Stock plan: 2,27% 
Ação caiu mas a alta do euro segurou


Alocação atual:

Renda fixa - 44%
Renda variável - 29%
Multimercado - 27%




Outros ativos:

Colchão de segurança (Tesouro SELIC, Fundo DI): 0,32% - medíocre, sem surpresas

Previdência Privada: 0,28% - fraco, puxado pelo desempenho da bolsa

Concluindo:

Rendimento global da carteira: 0,1% - pífio
Rendimento global da carteira, líquido de inflação: -0,11% - lamentável
Taxa de retirada: 0,11% - dentro da meta

Nesse momento estou planejando uma taxa de retirada por volta de 2,6% ao ano no máximo, o que daria uma retirada mensal de 0,22%. A taxa de retirada é calculada em cima da carteira do início do ano, já descontando dividendos recebidos neste mês. Ou seja é retirada mesmo (venda de ativos).

Todas rentabilidades acima são líquidas, com exceção de previdência privada. Já está descontado IR e taxas para se desfazer dos ativos. Para ativos no exterior considerei um ágio de 5% no câmbio se quisesse trazer tudo pro Brasil, mais multas e impostos.

Indicadores do mês:

CDI: 0,38%;
IPCA: 0,21%; 
Poupança: 0,26%

Próximos passos

Tem um resgate do fundo Gripen caindo agora no começo do mês. Vou mandar pra renda fixa se tiver algo acima de 130% do CDI, senão vai pra IVVB11, GOVE11 ou reserva de oportunidades. No dia eu vejo.

Pretendo começar uma carteira de fundos de índice em Euro numa conta nova, com dinheiro que está meio parado por aqui. Ainda manterei uns 6 meses líquido pra custear as despesas do dia-a-dia, reabastecendo de tempos em tempos com os dividendos e aluguel recebidos no Brasil. De início serão 3 fundos. Quando estiver pronto faço um post com mais detalhes.

Até a próxima !

6 comentários:

  1. Quando puder comente mais sobre os fundos, realmente foi um resultado bom... abraços !

    ResponderExcluir
  2. Beleza, ta anotado. Por enquanto pode clicar no link do post e ver a lista de fundos com o grafico de rentabilidade, entre outras informacoes.

    ResponderExcluir
  3. Depois de 3 anos, em janeiro zerei minha posição no Garde Dartagnan. A gestora é boa, mas o fundo vem performando muito mal num cenário que é difícil perder dinheiro...
    O meu colchão tá todo no AF Invest e CA Ondosuez Debentures, que vi que você tem.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Considerei zerar o Garde também, só nao fiz pq nao sabia pra onde migrar. Enquanto pensava ele acabou se recuperando um pouco. Tá em observacao. Pra onde vc jogou o resgate dele ? Colchao de seguranca no Indosuez é complicado por causa da liquidez. Cuidado. Abraço e obrigado pela visita!

      Excluir
    2. Do que zerei no Garde, fiz um mix no Mapfre Inversion, Octante e Real Investor FIA. Não me arrependi.

      Excluir
    3. Boa. Qual corretora tem esses ? Faz um post lá com detalhes, o povo vai curtir eu acho.

      Excluir